• 13 de August de 2020
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Festa de Saint-Vincent regada a vinho e tradição

Festa de Saint-Vincent regada a vinho e tradição

Por: Adriana Reis Categoria: Eventos

Gevrey-Chambertin - Borgonha - França - A poucos quilômetros de Dijon, a pequena cidade de Gevrey-Chambertin é conhecida mundialmente por seus vinhos de excelência e sua história. Apenas 3,2 mil habitantes moram em suas ruazinhas. No último final de semana de janeiro, o vilarejo foi literalmente invadido por mais 80 mil pessoas de várias partes da França e do mundo. O motivo da invasão: o vinho. Sim, o produto mais nobre daqui. Todos vieram para 76a edição da Festa de Saint-Vincent Tournante, o padroeiro dos vinicultores. 

Sem tempo ruim

Nem as baixas temperaturas, nem as longas caminhadas desanimaram os participantes. Afinal de contas é um momento importante e esperado no calendário dos produtores, dos especialistas e dos amadores de vinho. Rituais religiosos, procissões, entronizações e missa em homenagem ao padroeiro, se misturam aos rituais modernos, como apresentação de street dance, música e exposições de arte. 


Rituais da festa pela cidade de Gevrey-Chambertin

Em pleno inverno cinzento a cidade se enche de cores. Moradores decoram suas casas, seus jardins e discretamente se misturam aos turistas e curiosos. 


Gevrey-Chambertin se enfeita para festa de Saint-Vincent Tournante

É uma profusão de alegria diante do sisudo período frio e sem sol europeu. Crianças, jovens, adultos e idosos desfilam com suas taças provando as safras 2009, 2013, 2014, 2017 e 2018 nas degustações ao ar livre. Sim, tem atividades e degustações para as crianças!  Sem álcool, é claro.


Atividades para as crianças durante a festa 

Entre vinhos e queijos

Foram mais de 18 mil garrafas em apenas dois dias de festa. É bom lembrar que em seus 550 hectares estão nove apelações “Grand Cru” da região da Borgonha.  A festa é democrática e aberta a todos: amantes de vinhos ou não.  Um kit com: uma taça, uma pequena bolsa para carregar a taça, o mapa e a programação e pronto, você pode começar a curtir e provar oito degustações. 


Kit para a festa 

A compra é feita via internet e no local. Se a fome apertar, entre uma degustação e outra, barracas servem pratos típicos regionais, como o escargot, ou produtos como ostras frescas, waffle, queijos, embutidos etc. 


Street food à la française 

Quem quiser pode também ir ao jantar de gala que reúne chefs estrelados num menu especialmente elaborado para a data, ao preço de 290 euros por pessoa. Aqui o valor é um pouco mais salgado e a reserva é imprescindível. Os lugares, apesar do preço, esgotam mais rapidamente do que um gole de vinho.


Jornalista Adriana Reis na festa de Saint-Vincent 2020

Saint-Vincent não combina com direção

E se é uma festa com bebida, o ideal é não ir dirigindo. Há trens que partem de cidades próximas, como Beaune ou Dijon. Há ônibus fretados, há vans com motoristas. O importante é aproveitar sem se preocupar em pegar estrada. Outra dica importante é que as estradas ao redor da cidade ficam inteiramente interditadas.


Festa de Saint-Vincent Tournante 2020

Para desestimular as pessoas a virem de carro, os organizadores colocaram um estacionamento a cerca de três quilômetros do local da festa. Então é melhor optar por transportes alternativos. 

Da Borgonha para o mundo

Se hoje seus 550 hectares de vinhedos famosos produzem inúmeras garrafas de prestígio por ano, no começo do século XX, a história não era bem assim. Devastados pela praga da philloxera,  os vinhedos não produziam uvas de qualidade suficiente. E foi neste contexto de crise que dois vinicultores Georges Faiveley e Camile Rodier tiveram a ousada ideia de instituir lançar confraria para promover os vinhos da Borgonha no mundo inteiro. 


Jornalista Paulo Panayotis na festa de Saint-Vincent Tournante 2020

O ano era 1934. Estava criada a Confraria dos Chevaliers du Tastevin. Quatro anos mais tarde esta confraria decide fazer uma homenagem a Saint-Vincent, padroeiro dos vinicultores. E assim nasce a primeira festa de Saint-Vicent Tournante. A celebração se torna uma tradição e até hoje é festejada no último final de semana de janeiro em uma das cidades da Borgonha. Gevrey-Chambertin também já sediou a festa em 1947, 1960, 1980 e 2000. Em 2019, a festa aconteceu no vilarejo de Vézelay. Agora é esperar qual será a próxima cidade e se programar para 2021. A Borgonha espera por você. 


Festa de Saint-Vincent Tournante 2020

Serviço:  Festa de Saint-Vincent Tournante - Gevrey-Chambertin 2020 

Informações: www.gevreychambertin-svt2020.fr

Por Adriana Reis
Janeiro 2020

Jornalistas Paulo Panayotis e Adriana Reis estiveram no evento a convite do Escritório de Turismo de Gevrey-Chambertin - Nuits de Saint-Georges, seguro viagem Travel Ace, Avis e chip internacional A Casa do Chip.