• 22 de September de 2017
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Explodem avaliações falsas de hotéis, casas para alugar, restaurantes e serviços!

Explodem avaliações falsas de hotéis, casas para alugar, restaurantes e serviços!

Por: Paulo Panayotis | São Paulo - Brasil Categoria: Geral

Você define  o roteiro, acha aquela promoção bacana de passagens aéreas, está louco para colocar o pé na estrada. Próxima etapa: checar a hospedagem! Claro que a melhor e mais segura maneira é ler as ‘reviews’ de quem já foi. Certo? Mais ou menos. Imagine a seguinte situação: você não quer ficar em grandes hotéis. Diárias caras serviço impessoal, comida insossa, mesmas acomodações! 
Quer é ter “experiências únicas”, ficar em pequenas e charmosas pousadas, alugar casas confortáveis. Aí, com a passagem comprada, a viagem chegando, acessa um portal parrudo, um site moderninho e vai conferir as “reviews”(resenhas) de quem já ficou lá.

Bingo!
Casa espetacular, toda mobiliada, piscina aquecida e bar cheio de bebida free! Fica encantado. E o melhor, constata você, o preço é inacreditável.E mais: o imóvel está exatamente onde você queria que estivesse: no meio de tudo, da badalação, do centro histórico, da praia! Lê mais algumas reviews. Muitas delas confirmam a informação: “Lugar mágico, passamos dias inacreditáveis”. Como um alucinado, coração pulsando, se lança sobre o cartão de crédito e tortura ele! “Ufa, consegui. Aluguei no período que queria! E por uma ninharia”. Feliz da vida, só vai descobrir o “mico” quando girar a chave e entrar...

Especialista em enganar você!
Cada vez mais há denúncias de sites, blogs e empresas que contratam “avaliadores” profissionais. Explico. São pessoas de verdade contratadas para escrever de mentira. Traduzo. Mais e mais pessoas, ao redor do mundo, são remuneradas (isso mesmo) para escrever maravilhas sobre aquele lugar fantástico! E nunca estiveram lá. Muitas nem sequer saíram de seu próprio país.  Mesmo assim, escrevem e descrevem! “Charmosa residência dos sonhos. Vale a pena. Passamos dias inacreditáveis. Voltaremos em breve...” São alguns dos comentários mais utilizados.  Umas pessoas têm email verdadeiro, nome, endereço e residência. Outras tantas são “perfis falsos”, inexistentes. Caro amigo, não quero lhe desiludir. Mas a prática é mais comum do que você pensa! Há agências digitais que se especializaram em “vender” tais produtos .Veja você que tem tanta gente escrevendo, fazendo avaliações de hotéis, restaurantes e demais serviços, que a luz amarela já está quase ficando vermelha. Ao menos na Europa e Estados Unidos. Em Nova York, por exemplo, autoridades criaram uma empresa falsa de produtos alimentícios. Contrataram agências digitais para monitorar e, durante mais de um ano, ficaram de “butuca”. Tomaram um susto com o resultado. Descobriram “ghost writers” ou ‘escritores fantasmas’ na China, Filipinas, Argentina, enfim, de vários países.

Avaliações positivas? A maioria!
Destacam maravilhas sobre produtos de beleza, iogurte, comida orgânica, o “escambau”. Resultado: mais de 20 empresas identificadas e multas superiores a US$ 350 mil dólares (mais de um milhão e quatrocentos mil reais). Na Europa, a Itália foi o primeiro país a soar o alarme. Dois gigantes , Booking e Trip Advisor estão no ‘imbróglio” . Muitos consumidores por lá reclamam que reservam hotéis e pousadas baseados em reviews e, quando chegam ao destino, percebem imediatamente que foram enganados ‘capisce’? Por aqui, no Brasil, o fenômeno cresce a jato. Especialistas em mídias sociais afirmam, sem se identificarem, que há as tais agencias digitais oferecem um amplo ‘menu’ de avaliações ao custo médio de R$ 8.00 cada! Legal mesmo foi a história de um restaurante no Reino Unido que, de uma hora para outra, passou a figurar como top trend, comida dos deuses. Ranqueado com cinco estrelas no Trip Advisor, atraiu em poucos dias uma legião de sedentos gourmets para um: beco! Frustrados com o beco sem saída, descobriram que tudo não passava de uma vingança. De quem? De um raivoso dono de restaurante. Inconformado com as tais ‘reviews’ que alçam chefs medianos s ao estrelato em poucos dias, contratou uma agência que fez o “serviço”. O quê? Ficou com a pulga atrás da orelha? Não confia mais em avaliações? Relaxe. Nem todos são picaretas...

Vale a dica: procure sempre blogs ou sites sérios, com conteúdo exclusivo. Preferencialmente que tenham nome, sobrenome e e-mail... E por favor, cheque tudo, tudinho antes de torturar seu cartão de crédito? 

GALERIA DE IMAGENS

CLIQUE PARA AMPLIAR AS IMAGENS