• 22 de September de 2018
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

Avianca estreia na região Norte do Brasil

Avianca estreia na região Norte do Brasil

Categoria: Companhia aérea

A força e os encantos da floresta Amazônia estão por toda parte em Belém do Pará. E é nesta terra hospitaleira que a Avianca Brasil estreia sua entrada no mercado Norte do Brasil. O voo inaugural foi no dia 20 de junho de 2018. A convite da companhia, a equipe do portal O Que Vi Pelo Mundo embarco no voo inaurgural acompanhando do vice-presidente Tarcísio Gargioni.


O embarque para o novo voo Sao Paulo Belém é pelo Terminal 2 do aeroporto de Guarulhos

O voo 6102 deixou o aeroporto de Guarulhos, São Paulo, às 20h20 e pousou às 23h50, com festa e bastimo oficial, no aerporto Val-de-Cans, na capital paraense. A novidade não para por aí. Na quinta-feira, dia 21, foi a vez do primeiro voo direto diário de Brasília para Belém.


Voo inaugural São Paulo - Belém - Frequência será diária

Quem optar pela nova rota, vai viajar nos modernos Airbus A320neo, com 162 assentos. Além do maior espaço entre as poltronas, tem sistema de entretenimento com tela individual e serviço de bordo sem custo adicional com lanches quentes ou frios e bebidas não alcóolicas. 


Batismo da aeronave na chegada à Belém

A Avianca Brasil, segundo Gargioni, "cresceu cerca de 60% durante a crise. Só neste primeiro semestre, comemora o segundo novo destino nacional". O primeiro foi Vitória. 


VP da Avianca participa do voo inaugural

De acordo com a Secretaria de Turismo do Pará, o estado recebeu 1.004.011 viajantes, sendo 888.779 turistas nacionais e 115.232 internacionais, no ano passado. O turismo movimentou aproximadamente R$ 686 milhões.


Fachada da Basílica de Nazaré onde termina o Círio de Nazaré

A expectativa é que este número aumente agora com dois novos voos diretos diários inaugurados pela Avianca Brasil. A novidade deve movimentar cerca de 20 mil passageiros por mês. O perfil deste viajante é dividido entre 55% corporativo e 45% lazer.


Placa no parque Mangal das Garças, na capital paraense

Durante os dias em Belém, o vice-presidente conversou longamente com a equipe do portal O Que Vi Pelo Mundo. Entre um suco de bacuri e outro de cupuaçu, no restaurante Point do Açaí, ele falou com orgulho sobre as conquistas da Avianca Brasil, que tem a frota mais nova do País. “Crescemos 60% na crise e avançamos baseados na qualidade do nosso produto. Demos um show de capacidade brasileira em fazer as coisas darem certo e acontecerem”. É a única empresa do Brasil integrante da Star Alliance.


Tarcício Gargione e a jornalista Adriana Reis no Point do Açaí: delícias culinárias paraenses

Com longa história na aviação, ele foi categórico ao ser questionado sobre a possibilidade de uma piora nos serviços da Avianca como, por exemplo, passar a cobrar por refeições. “Optamos pela qualidade. Se mudarmos nosso modelo, seremos iguais às demais. E sem diferencial, estaremos fadados ao insucesso”.  


A Avianca começou como Ocean Air em 2002

"A infraestrutura aeroportuária no Brasil é um dos grandes gargalos no crescimento da oferta de voos", afirma o VP da Avianca Brasil Ele explicou um pouco sobre o processo de lançamento de uma nova rota. “A decisão de lançar uma nova rota depende de vários fatores. Os três principais são: primeiro, a decisão estratégica da companhia aérea com base na análise e projeção de passageiros da nova rota. Segundo lugar, o cronograma de entrega das aeronaves, elaborado com bastante antecedência. Terceiro, os slots (horários autorizados para pouso e decolagem de cada aeronave)”, detalhou. A partir desses três fatores, todas as demais ações obrigatórias e burocráticas fluem de forma mais rápida". Aeroportos como os de Congonhas (São Paulo) e Santos Dumont (Rio de Janeiro), por exemplo, têm muitas limitações nos slots. Esta falta de opção de horário para pousar e decolar não permite a autorização de novos voos.


Limão mexerica: riqueza de frutos amazônicos

Gargioni explicou as diferenças entre a Avianca e a Avianca Brasil, que muitas vezes, confundem os passageiros. “O que conhecemos como Avianca Brasil é a antiga Ocean Air. A Avianca Brasil comprou a Avianca (Colômbia) e a Avianca (Argentina). Agora todas fazem parte do grupo Synergy, dos irmãos Germán Efromovich e José Efromovich". Ele acredita que a união das marcas acontecerá naturalmente, mas antecipou que não há prazo determinado para isso.


Natureza exuberante por toda a parte

Entre caminhadas no Mangal das Garças, visita à Basílica de Nazaré, passeio de barco, passadinha no Mercado Ver-o-Peso, paradinha no Forte do Presépio e final de tarde na Estação das Docas, os convidados participaram da comemoração oficial dos novos voos.

Para o secretário de Governo do Pará, que já foi titular da pasta do turismo no Estado, Adenauer Góes, os dois voos diretos para Belém vão ajudar a fortalecer o turismo e os negócios na região. O atual secretário, Ciro Goés, afirmou que "o estado está pronto para o turismo de lazer e o corporativo". Segundo o secretário-adjunto de Turismo, Joy Cobares, cerca de 59% das atrações da região amazônica estão no Pará. “Todos têm a ganhar”. “Estamos prontos para novos batismos”, anunciou Fábio Rodrigues, superintendente da Infraero em Belém. Se depender das autoridades locais, a Avianca Brasil já pode pensar em novas rotas.
Informações: www.avianca.com.br

26.Junho.2018

Leia também:

Tucupi? Tacacá? Só em Belém do Pará!
Belém do Pará by @oquevipelomundo 
O que é imperdível
O que comer e beber 
Onde ficar 
O que comprar

Veja o vídeo