• 8 de May de 2021
  • LANGUAGE:
    • English
    • Español
    • France
    • Chinese
ONDE IR? COMO IR? O QUE FAZER? COMECE A VIAJAR AQUI...

O QUE É NOTÍCIA

França aposta no Turismo no pós-pandemia

França aposta no Turismo no pós-pandemia

Categoria: Geral

Hotéis e museus na França se preparam para reabrir suas portas. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, dia 8, pela diretora da Atout France para a América do Sul, Caroline Putnoki. Durante a e-conferência de imprensa com jornalistas, blogueiros e agentes de viagem ela informou que, apesar das fronteiras da França ainda permanecerem fechadas para os turistas brasileiros, o país se prepara gradativamente para o novo cenário pós-pandemia. Ela admite, entretanto, que o caminho ainda é lento. “A taxa de vacinação e a redução do número de casos e mortes de Covid 19 no Brasil serão fundamentais para que as fronteiras das França sejam reabertas para os viajantes brasileiros”, afirmou Putnoki. 
Paris - Torre Eiffel 

Céu de brigadeiro?

Segundo o diretor geral da Air France - KLM para a América do Sul, Jean-Marc Pouchol, que também participou da coletiva, queremos retomar a rota Fortaleza - Paris no dia 16 de junho, inicialmente com três voos semanais. “Estou convencido que, mesmo que demore, no dia da reabertura das fronteiras a demanda dos brasileiros para viajarem para a França vai bombar”, afirmou. De acordo com Pouchol, Reino Unido e Israel, que estão com os índices de vacinação adiantados, já sentem o aumento da demanda de viagens. “Aqui no Brasil não sabemos ao certo quando vai acontecer, mas já estamos nos preparando."Aeroporto Charles de Gaulle - Paris - França

Pouchol lembrou que a Air France manteve os voos entre o Brasil e a França durante toda a pandemia. Segundo ele, o transporte de cargas foi essencial para que os voos pudessem ser mantidos especialmente no momento em que o número de passageiros caiu drasticamente.  Atualmente existem 23 voos semanais entre o Brasil e Paris (França) e Amsterdam (Holanda). “Nossa grande oferta de conexões também contribuiu para que não houvesse ruptura”, acrescentou. 


Château du Clos de Vougeot - Borgonha - França

Ele anunciou que o grupo está se preparando para a futura demanda. “Queremos ser protagonistas essenciais na retomada dos viajantes brasileiros”.  Atualmente só podem entrar na França brasileiros com passaporte europeu, que moram regularmente no país ou estudam lá.

Novidades para 2021

Motivos para ir à França não vão faltar. Mesmo com a vacinação ainda em ritmo lento e um terceiro confinamento em vigor,  informações preliminares apontam que museus e hotéis finalizam os preparativos para a reabrir as portas ao público. Até o momento, cerca de dez milhões de pessoas já tomaram a primeira dose da vacina na França, o que representa algo em torno de 15% da população do país.  

Arte é para todos

Neste primeiro semestre, o Hôtel de la Marine, que permaneceu fechado à visitação durante toda a pandemia, poderá ser descoberto. Este prédio histórico em Paris do século XVIII, que já serviu de local para abrigar móveis reais e de sede da Marinha, poderá finalmente ser conhecido pelo grande público.  A Bourse de Commerce será o mais novo espaço de arte contemporânea da capital francesa.  Além das obras de arte da Pinault Colletion, o local terá o restaurante «La Halle aux Grains», comandado pelo estrelado chef Michel Bras e família.  


Prato sofisticado com produtos frescos

François Pinault é considerado um dos maiores colecionadores de arte contemporânea com um acervo pessoa de mais de cinco mil obras. Napoleão Bonaparte voltará ao palco. Em breve o Musée de l´Armée abrirá a mostra “Napoléon n'est plus” (Napoleão não é mais) em homenagem ao bicentenário da morte dele. É uma ótima oportunidade de ver ou rever o famoso túmulo de imperador Napoleão I, no Musée des Invalides. Já o Atélier des Lumières, que inovou com exposições imersivas, se prepara para revelar “Dalí, o enigma sem fim”, com obras do genial artista espanhol.  

Nada de dormir em maus lençóis...

No quesito hotelaria, muitas propriedades já estão abertas e outras se reorganizam para receber os hóspedes. A renovação neste setor é essencial para manter a competitividade. Entre as novidades apresentadas, destaque para o exclusivo Airelles Château de Versailles - Le Grand Contrôle, com apenas 14 acomodações disputadíssimas nos jardins luxuosos do Château de Versailles.


Hotelaria de luxo pronta para receber viajantes 

O grupo Cheval Blanc também aterrissa em Paris, depois do sucesso de suas propriedades na estação de esqui de Courchevel, na ilha de St. Barthélemy, nas Maldivas e também em breve em Saint Tropez. O primeiro hotel da marca italiana Bulgary chega à Paris. Serão 76 quartos e suítes com design contemporâneo pertinho da Champs Elysées. E por falar na avenida mais famosa da Cidade Luz, ela também está na mira das futuras transformações. De olho nas Olimpíadas de 2024, a ideia é ampliar a área destinada aos pedestres. Os hotéis Paris j´Adore, Paradiso e Soho também entram em cena renovados.   

Passaporte de vacinação será exigência?

Questionado sobre o perfil do brasileiro que irá viajar para a França após da pandemia, Pouchol acredita que a demanda inicial será do segmento de lazer. A área corporativa deverá levar mais tempo para retomar. Para Putnoki, a clientela com poder aquisitivo mais alto deverá ser a primeira disposta a viajar.  


Triagem nos aeroportos europeus

Sobre a implementação do passaporte de vacinação, Putnoki esclareceu que ainda não há uma posição clara e o tema esbarra na igualdade no tratamento dos turistas. A decisão, na opinião dela, deverá ser colegiada juntamente com os demais países da União Europeia. A situação muda a cada momento e os viajantes devem acompanhar para poder programar suas viagens. A conferir.  

08.04.2021
Crédito das fotos:  © O Que Vi Pelo Mundo